segunda-feira, 13 de junho de 2016

O Quadro

  foto via We heart it

Pincelava o quadro como fazia na vida, com repetitivos movimentos de vai e vem.
Sentia que a  imagem intacta na tela movimentava-se mais do que seu dia e brandia tantos alvoroços como nenhuma festa fazia.
Ela contemplava a pintura com meia xícara de café, o quimono percorria suave em seus braços nus, calmos, soltos, entregues naquela viagem interna para dentro do quadro.
Sem perceber deixou o dia lá fora, as buzinas dos carros, o mundo com seus barulhos e ditados pelo puro prazer de entregar-se ao momento, a experiência na tela.
Andressa Giacomini

4 comentários:

Jon disse...

Mas que bela imagem você "desenhou" em seu texto... =)

Carolina Botelho disse...

Belas palavras, me lembrou Lygia Fagundes Telles

Graça Pires disse...

A anunciação das mãos num desenho escrito...
Beijos.

Andressa disse...

Obrigada pessoal pelas palavras em forma de poesia.

Postar um comentário

 

Template by Best Web Hosting