terça-feira, 23 de setembro de 2014

Achados da Biblioteca: Sentimento do mundo- Carlos Drummond de Andrade


Meus últimos dias foram acompanhados pelas palavras de Drummond. Li, reli, anotei em meu diário e gravei em meu coração algumas de suas palavras do livro abaixo.
O que me prende a poemas e poesias como já mencionei é a falta de explicação. A fase que me encontro foi poeticamente escrita por Drummond, neste livro.
.

O tempo é minha matéria, o tempo presente, os homens presentes, a vida presente.
Mãos dadas.


É preciso casar João, 
é preciso suportar António, 
é preciso odiar Melquíades, 
é preciso substituir nós todos. 

É preciso salvar o país, 
é preciso crer em Deus, 
é preciso pagar as dívidas, 
é preciso comprar um rádio, 
é preciso esquecer fulana. 

É preciso estudar volapuque, 
é preciso estar sempre bêbedo, 
é preciso ler Baudelaire, 
é preciso colher as flores 
de que rezam velhos autores. 

É preciso viver com os homens, 
é preciso não assassiná-los, 
é preciso ter mãos pálidas 
e anunciar o FIM DO MUNDO. 

Poema da Necessidade.

Tenho apenas duas mãos 
e o sentimento do mundo, 
mas estou cheio escravos, 
minhas lembranças escorrem
e o corpo transige 
na confluência do amor.

Sentimento do mundo.

2 comentários:

Vanessa Palombo disse...

Drummond é maravilhoso...

Obrigada pela visita

Abçs

Mikaelly disse...

Morrendo de amores por este post, o nome do meu blog é uma homenagem a este livro, que é o meu preferido do Drummond, que é o meu poeta preferido, dentre os poetas preferidos, é uma felicidade encontrar alguém que o leia...

Abraços!

Postar um comentário

 

Template by Best Web Hosting